2 de jul de 2012

Just in Love - Capitulo 13


Demi on




Olho a minha volta, e me deparo com uma praia incrível; de céu azul celeste sem nuvem, o sol brilhava alegremente e refletia sua beleza no mar, deixando a cor da água uma mistura de verde e azul; a meus pés, tinha a areia mais fofa, e ao longo da costa, eu via colinas com uma vegetação variada.
 E no meio desse paraíso, estava eu, sorrindo feito uma idiota, e me sentido mais feliz do que nunca.
Ali perto, tinha uma casa... era simples, mas muito bonita. Ela era de madeira, mas tinha as paredes de vidro, o que deixava avista o seu interior, que era todo decorado com uma mobilha branca. Era de dois andares e tinha uma varanda em direção ao mar com duas cadeiras e uma mesinha. Tinha até uma rede. Em volta da casa estendia-se  um  jardim maravilhoso, com as mais diversas flores: girassóis, violetas, lírios, rosas, begônias e tulipas e também coqueiros. Tinha uma estradinha de pedras até a praia.
Era a casa mais linda que eu já tinha visto... a casa que um dia eu queria morar.

_ Demi_ Uma voz muito familiar me chamou dentro da casa. Não, essa voz é muito mais que familiar, essa voz era do Joe, só podia ser ele. Só a voz dele faz meu coração acelerar desse jeito.

E então, sem exitar, ando em direção a casa. Passo pela varanda, e pela porta... Por dentro, a casa era ainda mais linda. Perplexa, olho em volta, eu estava em uma sala... Um sofá branco estava ali, com uma TV em cima de uma estante. Um tapete creme no assoalho e em cima uma mesinha. Ao lado da sala tinha um armário cheio de livros e uma poltrona perto da janela que dava para trás da casa.
Tudo era lindo, muito bem decorado, mas o que realmente me chamou a atenção foram os porta retratos espalhados em todo lugar.
Um tinha a foto de um casal se beijando, outro a foto do casamento deles. Tinha um que mostrava  a barriga da mulher que estava bem grande, o homem tinha a mão na barriga e olhava com amor e felicidade, a mulher olhava para ele com um sorriso apaixonado. E então, uma foto do casal de mãos dadas a uma criancinha de no máximo 3 anos, que era a coisa mais linda do mundo.
E então, pego um dos porta retrato com receio, afinal, aquela casa não era minha, pego aquela do casal de mãos dadas a criança.. O aproximo de mim, e olho com cuidado... e então, quase o derrubo quando percebo que era eu naquela foto. Eu e o Joe. E a menininha era - provavelmente - nossa filha...abro um sorriso, aquela menininha era linda, só podia ser nossa filha. Coloco o porta retrato no lugar e olho em volta... então, essa casa é minha?!
Mas antes de qualquer reação minha, ouso aquela voz novamente.

_ Demi, amor _ É tenho quase certeza de que é o Joe _ estou aqui atrás.

Mais que depressa, vou em direção a porta dos fundo e me deparo com uma piscina enorme. E sorrindo pra mim, em um quiosque ali do lado, estava ele, o Joe. Não posso dizer que ele estava lindo, pois isso era pouco para descreve-lo, ele parecia mais um deus, não parecia real. Estava vestido todo de branco, e sua camisa estava aberta, mostrando um abdômen sarado.
Solto um longo suspiro e corro até ele. Ele me envolve com aqueles braços fortes colando nossos corpos. Aperto meu rosto em seu peito, e arfo ao sentir seu cheiro. Olho pra cima e nosso olhos se encontram. Juro que se não estivesse com seus braços em minha volta eu despencaria no chão, minhas pernas estavam bambas e meu coração parecia que iria sair do peito.
Coloco minhas mãos em seu rosto, faço carinho, ele sorri, e me levanta um pouco - já que eu sou baixinha  hihihi - aproximo nossos rosto já não me contendo. Eu tinha que beija-lo. Meus lábios chamavam os deles, como dois imas... eles estavam quase se encostando... Mas então escuto:

_ Demi, levanta.

Tudo a minha volta para, e em um salto abro os olhos.
E então olho em volta, eu estava de novo  na minha cama, no meu quarto com a minha mãe batendo freneticamente na porta. Tudo não passará de um sonho.

_ Demetria, eu não vou chamar outra vez _ Minha mãe grita comigo _Levanta logo dessa cama.
_ Humm _sem nenhum animo, tento voltar a dormir... eu precisava voltar ao meu sonho. Como eu poderia ter acordado bem naquela parte. Por queee??
_Anda menina, levanta!! _  Minha mãe finalmente consegue abrir a porta... e então, vai em direção as cortinas e as abre, revelando um sol lindo, mas que, infelizmente, estava machucando meus olhos_ Você tem aula hoje Demi.

Aff, Agora eu me lembro. Hoje começa as aulas. Droga! Eu nem vou ter tempo de me arrumar direito, já que hoje vai ser o meu primeiro dia de aula, e como dizem, a primeira impressão é a que fica. Aii, por que que eu fui dormir tarde ontem?!... Aee, lembre, hihihi, eu estava com o Joe.
Depois que meus pais chegaram e o pessoal saiu, nós subimos pro meu quarto. Ele quase me afogou de beijos ( isso existe?), não que eu me importe (66') o Joe é tudo de bom, e seu beijo é melhor ainda.
Mas, como previsto, as coisas começaram a ficar quente demais... eu deixei que ele tirasse minha blusa, só que quando ele foi tirar meu sutiã eu o parei. Afinal, ainda não estou pronta pra isso... Pode me chamar do que quiser, mas eu não vou transar com um cara até que eu me sinta totalmente segura, confortável, e tenha certeza de que ele é o cara certo. Careta? é eu sei, mas a vida é minha.

_Ahh...Mãe _ Cubro minha cabeça com a coberta_  Me deixa dormir!
_ Nada disso mocinha! _ Minha mãe puxa minha coberta _  Como eu já disse, você tem aula, e vai levantar agora!
_ Ok,ok _ Me dou por vencida _ Eu levanto.

Sento na beira da cama e abro os olhos devagar... demora um pouco mas logo me acostumo com a luz do sol. Finalmente mamãe sai do quarto, e então, pensando no que vou vestir, vou tomar um banho... tah, eu sei que estou atrasada, mas fala sério, estou toda soada. Ps: tah calor ok, não malicie.
...
_ Bom Dia _ Digo ao chegar na cozinha para tomar meu café da manhã, que aliás estava com um cheiro ótimo.
_ Bom Dia_ meu pai responde.
_Finalmente levantou né dona demetria _ é essa é minha mãe _Esta atrasada. Se não quer perder sua primeira aula, acho que é melhor você correr.

Reviro os olhos... Eu sei que estou atrasada, mas quem disse que eu vou apé?!

_ Onde esta a Mandie?? _ Pergunto enquanto pegava uma maça.
_ Dormindo_ Minha mãe responde_As aulas dela só começam semana que vem.
_ Humm _ Nunca senti mais inveja da minha irmã do que agora _ Ela vai ficar sozinha?
_ Não eu vou ficar com ela _ Mamãe diz.

Escuto a campainha tocar e logo termino minha maçã.

_ Acho que minha carona chegou.
_ Carona? _ meu pai pergunta.
_ É, o Joe vai me levar.

Nem espero comentários, pego minha mochila e logo abro a porta. E encontro Joe, me olhando, e só de cara, meu coração quase pula de alegria.

_ Oii _ O puxo pra um beijo sem dar qualquer chance dele responder... Eu estava avida por sua boca. Desde que acordei a primeira coisa que eu queria era um beijo dele_ Estava com saudades.

_ É _ Meio abobado _ Acho que você acordou de bom humor hoje... _ ele me olha dos pés a cabeça _ e acho que você está linda demais pra ir pra escola.

Na verdade, eu achava exatamente o contrario... como tive que me arrumar correndo, mal tive tempo de passar meu lápis de olho. Eu estava um shorts jeans claro cós alta, uma blusa branca bem soltinha, que deixava parte do meu tope azul a mostra. Meus all star de sempre e o colar que o Ian de me deu de aniversário que tinha o simbolo do infinito. No cabelo dei uma passada de chapinha de leve, só pra abaixar um pouco e tirar o enrolado - é meu cabelo é cacheado.
Resumindo: Nada linda.

_ Se você diz _ respondo meio incerta e o puxo para mais um beijo.
_ Nossa, _ ele diz arfando_ desse jeito eu desisto de ir pra escola, e passo a manhã inteira te beijando.

Eu apenas dou uma gargalhada, isso era loucura... mas pensando bem, não é uma loucura tão ruim assim... Imagina, passar a manhã inteira com esse ser delicioso, e melhor, com a boca dele na minha!? Iria ser tudo de bom... Mas, acho que pega muito mal se eu matar meu primeiro dia de aula.
Olho pra frente e então me dou conta de que não não vamos de carro, mas também não vamos de apé. Nós vamos de moto.Aii Deus!
Eu morro de medo de moto!
.................
Continua.


Gente, eu sei que eu não apareço aqui faz séculos, e não não tenho uma desculpa... Eu só não estava me sentindo em para escrever. Eu vou voltar a postar, vou terminar essa fic... Eu prometo, vou aproveitar essas férias para escrever ok.


Divulgação:




Beijoss.


Tay.


Ps: eu sei que o capitulo está horrível!