30 de set de 2011

Just in Love - Prólogo



Estava deitada na minha cama, o sol já se punha a um bom tempo, e eu ainda não consigo sair desse quarto. Vivi tantos momentos aqui. Eu amo esse lugar, e se dependesse de mim, viveria aqui para sempre. Quer dizer, não pra sempre, pra sempre, até mesmo porque nada dura pra sempre. Nem a paixão mais feroz, nem o odio mais profundo.Tudo tem um fim. Eu vou me mudar daqui - odeio me mudar - mas, é por uma boa causa. Eu vou me casar amanhã, e depois da lua de mel, eu e meu noivo/quase marido vamos morar em Sydney -Austrália, e particularmente, estou ansiosa pra ir, dizem que lá é lindo.
Levantei da cama, completamente sem sono, peguei meu caderno dos desejos&segredos, que eu escondia em uma tábua solta em baixo da cama. Nele avia meus segredos mais intimos, alguns ninguém sabe. Avia  também fotos de lugares que visitei, e outras de lugares que quero visitar, como a Grécia - acho a Grécia um lugar muito interessante e curioso.
Comecei a folhear meu caderno,  Tinha uma foto minha e do Joe colada e ao lado, escrito assim:



Tudo aconteceu tão rápido na nossa amizade, que até parece que foi ontem que nos conhecemos. Temos tantas histórias juntos que parece que te conheço há anos e anos, alguns segredos. 
E agora, estou prestes a acabar com isso. Você não sabe a culpa que estou sentindo. Mas na verdade, a culpa é sua. Por que você tem que ser tão perfeito? tão bonito?tão carinhoso?tão... E é sua culpa de eu ter me apaixonado por você. Não sei, mas esse teu jeito me encanta de um jeito que nem sei como me expressar. E quando estou ao seu lado, nada mais importa. Quando me abraça, eu perco a noção de tempo. E quando sinto seu perfume, fico tonta, tonta de paixão. 
Adoro ver o jeito como se preocupa comigo, e como esta sempre do meu lado, mesmo estando errada. Adoro o jeito que fala comigo, me deixando com borboletas no estomago. Adoro seu jeito carinhoso e possessivo de ser. Adoro você
Mas nada disso importa, pois você sempre me viu como uma irmãzinha, e eu duvido que isso mude. 
É isso que da se apaixonar pelo melhor amigo. Um amor não correspondido e impossível de se esquecer.

Com Amor, Demi's


Ler aquela carta me trouxe lembranças enterradas na parte mais sombria do meu coração, que onde esta uma ferida incurável. Lágrimas vieram aos meus olhos, mas logo as enxuguei.Fechei a carta, e guardei  o caderno. Voltei para cama, e dormi - finalmente, afinal, amanhã será um longo dia. 


..................
Continua...
Essa,  é uma nova história. Ela é bem especial pra mim, e espero que gostem dela.


Beijos...


Tay.


Ps: Eu vou terminar a outra blz. Posto o capitulo 13 ainda hoje.

3 comentários:

  1. Meeninaaa eu NAOO vouuu goostaaaa....
    EUU vouuu AMAR seeuu fiic *_*
    Parecee perfeeitaah
    Poostaah Loogooooo Poor Favooor
    ##BeijoosNaBunda####

    ResponderExcluir
  2. OMG, QUE LINDO *_*.
    É PERFEITO,
    Meu, eu comecei a ler e começou a tocar uma música triste, quase chorei junto com a Demi. E, hoje estou muito sensível :X.
    Tenho certeza que será uma história PERFEITA! Então, posta logo para não me deixar tão curiosa como já estou :X
    Beijos diva ~

    ResponderExcluir
  3. nossa meow eu lendo isso com a musica "can't Have You" chorei mt

    ResponderExcluir