18 de jan de 2012

Just in Love - Capitulo 5




#Demi on

- Joe, não vai mesmo me contar pra onde estamos indo? - Pergunto já cansada de andar.

- Não mesmo - Ele responde rindo da minha cara.

- Vai demorar muito? Sabe, ficar andando dentro do mato é legal e tudo, mas minhas pernas estão prestes a desabar, e vou te contar, já levei tanta picada de mosquito que prefiro nem comentar.

- Demi, calma, estamos chegando. Falta só mais uns 20 minutos - Ele me olha e abre um sorriso malicioso - Mas eu posso te carregar se quiser...

- Não, valeu, prefiro ir andando - Tradução: Por mais que eu mal sinta minhas pernas, é melhor isso do que ser atacada pelo meu amigo tarado! rsrsrs

10 Minutos depois:

- Humm, Joe, - Chamei ele, que estava a uns 3 metros longe de mim.

- Fala - Abre um sorriso maroto e olha pra mim. Deus. Que sorriso lindoo!

- Então - Tento voltar a realidade - Sua proposta ainda esta de pé?

Ele me lança um olhar curioso:

- Mudou de ideia?

- É, eu acho que sim

Joe solta um risinho e diz com o mesmo sorriso safado de antes:

- É claro que está de pé. Anda, vem.

- Ok. - Me aproximo dele.

- Agora pula nas minhas costas.

- O que? Tem certeza?

- Sobe logo - Ele ri da minha cara, denovo.

Eu subo nas costas dele,  e passo as pernas em sua cintura. Joe pega minhas cochas e aperta contra si. É, pode se dizer que estamos em uma posição meio tensa, mas foda-se, é melhor do que continuar andando.

- Tem certeza que me aguenta até lá? - Pergunto na duvida, afinal, eu não sou tão leve assim né.

- Ta me chamando de fraco? - Ofendido.

- Não, não é isso, mas tipo, eu não sou muito leve.

Joe solta varias gargalhadas, e ele esta rindo de mim. Again!
Começo a ouvir um barulho de água caindo, humm, tipo uma cachoeira, não sei, talvez seja esse o lugar que o Joe quer me levar.

- Já acabou?

- Já. - Ele olha pra frente e diz - E, chegamos.

Começo a ouvir um barulho de água caindo, humm, tipo uma cachoeira, não sei. Então, nos andamos mais uns 3 metros e eu vi a coisa mais linda que eu já tinha visto na vida. Uma linda cachoeira, tranquila e sem ninguém a vista. Um lugar perfeito para um primeiro encontro. Para tudo!! Encontro?? Eu e o Joe?? Ai meu Deus do Céu. Eu to ferrada!

 Tento descer das costas do Joe mais ele ainda estava apertando a minha cocha, e ta, eu admito, era bom sentir ele tocando minha pele, sei lá, deixa meu corpo inteirinho queimando, mas de um jeito bom e gostoso.

- Joe, querido - Digo com a voz mais doce do mundo - Será que da pra de deixar descer?

- Claro.

Eu desço das costas do dele. Dou uma olhada, e caramba, esse lugar é muito lindo. Era um paraíso.

- Como você encontrou esse lugar?

- Meu pai e eu sempre fizemos trilhas, e um dia que nos viemos no parque, eu amigo do meu pai disse dessa cachoeira pra gente, mas eu nunca tinha vindo aqui antes. Gostou de ter vindo?

- Gostei sim, valeu a pena - Abro um sorriso.

- É - Joe retribui o sorriso - Ei, ta com fome? Eu trouxe umas  coisas pra gente comer.

- Nã.. - escuto meu estoma roncar - Quer dizer.. Sim. Na verdade eu estou morrendo de fome.

- Rsrsrs... Demi, sabia que você é um saro?

- Não, - Rio junto com ele - Mas então, o que temos pra comer?

- Humm, vamos ver - Ele se ajoelha ao lado da bolça que estava no chão e começa a tirar as coisas de dentro - Uma toalha, demi, estende ela pra mim?

- Claro.

Pego a toalha quadriculada vermelha e estendo no chão, eu e Joe sentamos em cima dela e ele tira o resto das coisas da bolça.

- Tem uns pedaços de bolo; Sanduíches; Bolacha; Suco pro tererê...

- O que é isso? Tererê?

- Sabe o Chimarrão? - eu aceno com a cabeça - Então, é quase a mesma coisa, só que a erva é um pouco diferente e, em vez de tomar com água quente, se toma com suco, ou refrigerante.

- Que legal, e fica bom?

- Sim, é bem gostoso e refrescante. - Joe pega o copo com ervas e a bomba;e o suco que estava na térmica, despeja um pouco de suco no copo ele e chupa ( gente foi mal, não achei palavra melhor :S )  um pouco e olha pra mim - Quer provar?

- Humm,  - Fico na duvida, mas eu estava morrendo de sede - quero sim.

- Toma - Joe passa o copo com erva pra mim - Não derruba.

- O.k.

Chupo um pouquinho, e cara, isso é muito bom! dou uma chupada longa e, meu Deus.

- Gostou? - Joe pergunta inseguro.

- Sim, Caramba, isso é muito bom! - Digo maravilhada.

Ele só solta uma gargalhada gostosa e diz:

- Não disse que era bom. - E continua rindo, e fala serio, acho que Deus quer me castigar. Joseph é muito lindo rindo, e sua risada e muito boa de ouvir, é contagiante.

- Idiota - Dou um tapinha no seu braço brincando e rio junto com ele.

- Então, o que vai querer comer? - Joe me pergunta.

- Que tal os sanduíches, parecem deliciosos. - digo eu, morta de fome.

- O.k.

Joe pega o pote com os sanduíches e me da um. Eu pego o meu e logo dou uma mordida bem grande.

- Nossa, que fome! - Joe diz rindo.

Mostro o dedo pra ele. Eu disse que estava com fome, melhor, morrendo de fome!

- Que agressiva vc!

- Vá se danar Joseph! - Dou outra mordida no meu sanduíche, só que menor.

- Sabia que você fica linda bravinha desse jeito - ele diz, abrindo um sorriso maroto.

Cara, olha a minha situação. Bochechas rosas. Comida - ainda não mastigada - na boca. E, pra melhorar a situação, tem um cara lindo pra caramba me olhando de um jeito secante! É, eu sei. To ferrada.
Engulo o pedaço de sanduíche que estava na minha boca e digo:

- Obrigada.

- E, fica ainda mias linda corada. - Só isso, e meu rosto ficou mais vermelho do que já estava; se é que isso é possível.

- Obrigada, denovo >.<

- Por nada. - E abre aquele sorrisão embriagante.

Voltamos a comer num silencio gostoso, com o barulho da cachoeira. O sol refletindo luz na água, deixando tudo mais iluminado. Aqui com certeza era um ótimo lugar pra leitura.

- Esse sanduíche esta muito gostoso. - digo pra quebrar o silencio - Você que fez?

- Sim. Eu fiz em casa antes de virmos.

- Perai, você já tinha planejado tudo isso? - pergunto surpresa.

- É pode se dizer que sim.

- Mas como você sabia que eu ia dizer sim?

- Fácil, ninguém resiste a minha carinha. - convencido.

- Nossa, nem se acha! - digo irônica.

- Eu não me acho, eu sou - e pisca o olho esquerdo pra mim.

- Idiota! - digo rindo.

- Chata.

- Besta.

- Linda. - Ele lança a quele olhar sedutor denovo e novamente, eu fiquei vermelha.

- Ei, que tal um mergulho? - digo animada e também tentando mudar de assunto.

- Claro - Joe levanta rapidamente - Você ainda esta com seu biquíni?

- Sim - digo também levantando.

Tiro minha regata branca e meu shorts. De longe percebo o olhar arregalado de Joe e o sorriso safado se abrindo em sua boca. E pra minha surpresa, eu estava gostando disso.
Me direciono até a água e coloco a pontinha do pé pra ver como estava. Estava fria. Bem gelada. Dou um passo pra tás, mas sou surpreendida com braços fortes me segurando.
Joe me pegou no colo no estilo noiva, e por mais que eu estive se gostando, já sabia muito bem o que ele ia fazer.

- Joe, me solta - Imploro.

- Um, eu acho que não. - Eu não vi, mas posso jurar que ele abriu um daqueles sorrisos safados e lindo que me deixam sem ar.

- Joe, me larga. Serio. - Ele solta um risinho - Olha que eu vou gritar!

- Sinta - se a vontade. - Joe vai a te uma outra extremidade da canhoeira, onde era uns 2 metros acima da água. e pelo jeito, a água por ali parecia ser mais funda.

- AHHHHHHHHHHHHHHHHHH, JOSEPH ADAM JONAS, ME SOLTA.

Joe nem me deu ouvidos. Só pulou na água como se eu nem estiva gritando feito uma louca. Sinto o impacto da água. Nem dentro da água ele me soltou, nadou até a superfície comigo nos braços, com o corpo colado em seu peito.

- Você pirou? - digo, quer dizer, grito pra ele.

- Qual é, só queria se divertir um porquinho - ele abre um sorriso safado denovo - vai dizer que não gostou?

- Idiota - digo rindo dele - Meu idiota.

Opa, acho que falei demais.

- Gostei disso. Minha chata.

- Sua Chata é? - digo me aproximando dele.

- É Minha chata - se aproximando mais.

Nos estávamos com o corpo colado um no outro. Eu ainda estava em seus braços, eu não me importava, era bom estar em seus braços. Era quente, aconchegante, seguro. Diferente de qualquer coisa que eu já tivesse sentindo.
Nossos rostos estavam a centímetros de distancia. Nossos narizes rosavam e eu sentia seu halito quente toda vez que ele respirava. Meu coração estava batendo rápido como nunca ,  meu corpo inteiro  estava, não sei, como se estivesse pegando fogo e, o que eu queria nesse momento, o que eu mais queria nesse momento, era beija- lo. Beija - lo com vontade. Beija - lo com paixão. Simples mente beija -lo.

..................................
Continua.


E ai gostaram?? É, eu sei, ta uma porcaria!
Desculpa por ter demorado tanto tempo pra postar, vou ser sincera com vcs, eu estava sem inspiração nem uma, eu até começei a fazer um especial de Natal, mas não consegui terminar a tempo, eu ia postar, mas achei que agora já era tarde demais, então vou deixar pro fim desse ano.
 E, minha prima, que morra no mato grosso, veio passar o Natal e Ano Novo aqui, e eu não avia a quase 1 ano. Então gente, minhas desculpas.
E eu acho que já falei demais, quem leu meu discurso obrigada.
E gente, antes das respostinhas, eu queria dizer que estou decepcionada com vcs, fala serio só 4 comentários?? Ta, eu sei, minhas fics são horríveis, mas pocha, eu tenho 273 seguidores!!

Respostinhas:
- ℓιηє ♥ - Brigada flor... não posso contar não... vou deixar vc ainda mais curiosa, rsrsrsr - eu sou má - zoa' , postadinho, e desculpa a demora. Beejãoo, Tay.

Giih~ - Obrigada linda, potadoo e desculpa a demora, beijoss, Tay.

Demizinhaaa * - Oiiii, é bom ver vc aqui denovo, vc sempre comenta, e isso me deixa muito feliz *-*... E, pode se dizer que a demi ta meia caidinha sim, mas e Joe, humm, esse ai não sei não em, muita coisa ainda vai rolar comesses dois, srsr. Postado moree, e desculpa a demora - again! srsrs Beeiijoss Tay.

maay_lovatic ♥ - Oii lindaa, Obrigadaa, espero que goste esse também, rsrs, desculpa a demora pra postar :S Bjoo' Tay.


Bjo'

Comentem...

Tay.

5 comentários:

  1. PRIMEIROOOO COMENT É MEOOL HAHA Nossa, amei mesmo desde o começo ... Só o que ta faltando mesmo é a demetria ficar de vez com o tudão do joseph néé .... Posta logooooo beiko :****

    ResponderExcluir
  2. AHHHHHHHHHHHHHHHHH! que lindos eles são *_*
    Não demora pra postar o proximo por favor, fic maravilhosa


    Sera que vc poderia divulgar o meu blog, acabei de começar um fic

    http://encontroserevelacoes.blogspot.com/

    bjinhos ;)

    ResponderExcluir
  3. Isso que é perfeição Best !
    o capitulo esta simplesmente perfeito
    amor meu, divulga para mim ?
    http://jemiforever-gaabsmusso.blogspot.com/ ><
    Por Favor, posta log, to curiosa aqui !

    Beijos, BestForever ! teamo ♥

    ResponderExcluir
  4. Heey Seliinho paraa vooç *_*
    http://wwwlovejeminelenaforever.blogspot.com/2012/01/seliinhoos-repassando.html

    ResponderExcluir
  5. This means that budgies will destroy many leafy plants. One of the hotter places of the world where there are a large and interesting variety of scorpions is the one thousand plus square kilometres scorpion habitat of South Africa. Trees that have normally stood for hundreds - yes hundreds - of years are rotting out. [URL=http://lopolikuminp.com ]fermentative[/URL] Do you have a shabby looking yard? Has update capability and can hold up to years of cheat codes.

    ResponderExcluir