24 de ago de 2011

Sexy Chick - Capitulo 11


Capitulo 11 - Arrumar emprego é mais difícil do que parece [ parte 1]

Demi on

- Nada - respondo, jamais vou admitir que estava com ciúmes.
- Humhum, e eu sou a Lady Gaga. - ironico - É serio demi, por que fez aquilo? - Chegando mais perto. Perto até demais.
- Ja disse que nada - se afastando, Joe é um gato, mas eu não vou ter nada com ele, pois ele é meu amigo, é tipo uma das unicas regras que eu tenho, nunca, em hipótese nenhuma ficar com um amigo[com exceção do Nick, mas pra falar a verdade, nossa amizade nunca foi como as outras, a nossa é colorida ] - Joe, eu estou cansada, com sono, e amanhã tenho que acordar cedo. Então, por favor, sai do meu quarto.
- Ta, claro - Concorda, decepcionado, e eu posso jurar que magoado também - Já estou indo. Boa noite.
- Boa noite.

Ele saiu, e eu fui logo pegando minha camisola preta, super confortavel. Escovo os dentes e vou pra cama, e por incivel que pareça, eu dormi, tranquilamente.


...

Segunda-feira - ODEIO - acordo da pior maneira possível. Com o despertador- do celular- chamando. Minha vontade era de tacar o celular na parede, mas eu não sou idiota de destruir meu Iphone 5 novinho que eu paguei uma fortuna.
Então, só desliguei o despertador e fui tomar uma ducha bem  relachante e gelada, como esta no verão, foi ótimo. Coloquei uma saia de cós alto preto, nem curta nem longa e um corpete de branco, meu sapato preto. Alisei o cabelo e coloquei um dos meus headband. A make simples, só uma base e lápis preto - indispensável. A e é claro, a corrente que meu pai me dei quando eu era pequena, dá qual jurei sempre estar comigo.
Vou pra cozinha, esperando ter o café pronto na mesa, com bolo,torrada, pãozinho com manteiga e suco de laranja, como toda manhã lá em Toledo tinha. 
Mas o que eu acho?
Meu irmão comendo cereal, Nick e o Joe não estavam - provavelmente ainda dormindo .. E na mesa só a caixa de cereal e um Jornal jogado. Nada de bolo, torrada, não tinha nem café. Então, não me restou outra opção senão fazer minha própria comida. Mas quando eu olhei na geladeira, só tinha pizza - aposto que meu irmão pediu ela ontem.
Eu tava com fome, e estava com pressa, então peguei a pizza mesmo, e esquentei no microondas. Peguei um prato coloquei um pedaço de pizza e sentei na mesa.

- Bom dia. - digo sem um pingo de animo, também, as 7:30 da manha, quem vai ter animo.
- Você acordada a essa hora?? Que milagre aconteceu? - Perguntou Ian surpreso.
- Eu vou arrumar um emprego.
- O que repete - incrédulo.
- Eu vou arrumar um emprego.
- Caraca, nunca pensei escutar isso de você.
- Nem eu, mas faz parte do acordo estúpido que a Dona Diana fez.
- Sinceramente, eu não esperava que você segui-se as regras do acordo.
- E eu não ia, mas agora que a Dona Diana não manda mais mesada, e eu nunca que vou ficar dependente de você, tenho que arrumar dinheiro.
- E onde voc vai procurar emprego?
- Não faço ideia.
- Olha aquele jornal, sempre tem anúncios de emprego - apontando pro jornal jogado no canto.
- Tah valeu.

Pego o jornal  e vou pra parte dos anúncios de emprego, tinha uns 20. Nenhum me chamou realmente atenção, mas eu tinha que arrumar um emprego, fazia parte do combinado da Dona Diana, e por mais que eu o odiasse, era a unica garantia de eu ficaria aqui.

- Ian - chamei o idiota do meu irmão, que levantou a cabeça, com a boca cheia de cereal, e soltou algo como um "hum?" - me empresta seu carro?

Ele engoliu o cereal que tinha na boca com dificuldade.

- O que?
- Me empresta seu carro? - Digo bem devagarzinho pra ele entender.
- Não.
- Por faavor maninhooo.
- Não.
- Ian - o por favor e o maninho não funcionaram, mas tenho certeza que a carinha de cachorrinho abandonado vai funcionar - me empresta o carro?
- Tah - aeee, sabia que minha carinha ia funcionar[ sempre funciona'] - mas só com uma condição, - aff, estava demorando-  tem que fazer as compras.
- O.k, eu ia de qualquer jeito, se não não sobreviveria aqui.
- Pega meu cartão na minha cartera. Você sabe a senha né? - como se tivesse necessidade de me perguntar isso.
- É claro que sim.

Eu sempre soube as senhas do Ian... que são sempre a data do aniversário dele (08/12/78) - Mas também né, só o idiota do meu irmão iria usar a data do aniversário de senha ;S
Peguei a carteira dele que estava jogada encima da mesinha do cento da sala, e cara, esta cheianha de dinheiro. Deu vontade de pegar uns dolars, mas só peguei o cartão e coloquei na minha bolsa. Escovei os dentes, peguei as chaves do carro, o Jornal e sai.

.........................
Continua....
4 comentarios'
Beijos...
By:Tay.

3 comentários:

  1. ameeeeeeeei! taa lindo, posta o proximo :D beeeeeijos1

    ResponderExcluir
  2. Peerfeiito!!! Eu ameei muito!!
    Poosta loogo!

    ResponderExcluir
  3. Ta lindo!!
    Desculpa não ter cometado antes!! Mas não para de posta essa fic n]ao termina ela!! Pode ter ctz que tem genti que gosta!! =D
    bjs

    Posta logo

    ResponderExcluir